FISK - Centro de Ensino: CONHEÇA A FISK  /  JORNAL FISK POR DENTRO CONVÊNIOS
Home blog

Os perigos da obesidade

293051 352959741454695_1863430993_n

Os casos de diabetes tipo 2 vêm aumentando nos últimos anos devido, principalmente, à obesidade. Se conseguirmos controlar a obesidade, essa incidência diminuirá.

Resistir às guloseimas, às embalagens convidativas de salgadinhos e afins, aos coquetéis fascinantes, ao fetiche dos pratos exóticos, aos criativos apelos publicitários, não é nada fácil. A todo instante somos bombardeados e envolvidos pelas tentações gastronômicas, que nos remetem ao pecado da gula e ao excesso de peso. Os avanços científicos nos oferecem condições de ter uma vida mais longa e saudável. Porém, precisamos dar atenção aos sinais emitidos pelo corpo e mudar nossos hábitos de vida

A obesidade é uma doença que se caracteriza pelo aumento de peso corporal associado ao aumento de proporção de gordura no organismo em relação ao tecido magro, ou seja, ossos, músculos e vísceras. Vários fatores podem levar à obesidade. Porém, o mais freqüente é o excesso de ingestão alimentar, acompanhado pela falta de exercício físico.

Hoje a obesidade é uma doença crônica, como a hipertensão e o diabetes. A explicação da obesidade é simples: durante centena de milhares de anos o ser humano sobreviveu à escassez de alimentos e precisava usar muita força muscular para locomoção e tarefas do dia-a-dia. Somente nos últimos cem anos, e mais acentuadamente nos últimos 50, a situação se inverteu. Atualmente, a alimentação é abundante, a desnutrição é rara e pouco se gasta de energia nos grandes centros urbanos.

A Organização Mundial de Saúde classificou o excesso de peso como uma epidemia mundial. Entre os “fora de forma” estão mais de 300 milhões clinicamente obesos, aqueles com índice de massa corpórea (IMC) acima de 30, associado a uma série de doenças graves, como problemas cardíacos, diabetes, hipertensão e até alguns tipos de câncer.

No Brasil, 40% da população têm excesso de peso e 10 a 15 % têm obesidade, . O problema já é mais grave do que a fome. A prevalência de obesidade tem resultado em aumentos preocupantes também na incidência de diabetes tipo 2. Se não tomarmos atitudes eficientes para conter esta situação, a obesidade irá se constituir num dos maiores problemas de saúde pública.

Uma Relação Perigosa

Complicações da Obesidade

Diabetes tipo 2

» Hipertensão

» Aumento de lipídios no sangue

» Infarto e derrame (AVC)

» Apnéia do sono

» Alguns tumores (câncer de mama, útero, próstata, vesícula).

» Cálculo de visícula

» Esteatose e até cirrose hepática

» Refluxo gastroesofágico

» Problemas psicológicos

» Desenvolvimento de hipertensão

» Diabetes gestacional

» Osteoartrose

 

Tags

Arquivo

  1. Facebook
  2. Twitter
logo rodape
// REDES SOCIAIS
twitter facebook vimeo feedburner
// ENDEREÇO

Rua Floriano Peixoto, 650 - Centro
(32) 3213-0044
fiskjf@oi.com.br

rodape assinatura cereja